sábado, 1 de setembro de 2007

Minha Rua


Circulou pela internet uma história de que o planeta Marte estaria visível, a olho desarmado, na noite do dia 27 de Agosto de 2007. E mais: o texto também informava que Marte apareceria quase com o mesmo tamanho e luminosidade da Lua e que tal fenômeno só voltaria a ocorrer em 2287 ou algo assim. Curioso, fui, à meia noite e meia, tentar presenciar algo. Como não vi Marte (e nem poderia ver, porque era puro boato), o jeito foi tirar algumas fotografias da Lua, mesmo! E ela estava realmente bela. Aliás, foi o único dia da semana que não choveu em Rio Grande.


Após passar as fotos para o computador, um amigo notou a presença de "Marte". O planeta vermelho teria sido captado pela câmara, muito mais sensível à luz que o olho humano. Emocionado, ele pediu que mandasse a foto por e-mail para que ele compartilhasse esse momento inesquecível com os amigos e a família...tudo bem, mandei. A imagem pode ser conferida abaixo. Eu creio que não passa de uma gota que pingou na lente, até mesmo porque, de acordo com o famoso astrônomo Rogério Mourão, o fenômeno ocorreu em 2003. Claro, com um pouco de imaginação se pode ver muitas coisas....



Fotografia da noite rio-grandina de 27 de Agosto de 2007. A seta indica a presença de "Marte" no céu.


Como Marte não apareceu (e eu estava com insônia mesmo), a solução foi aproveitar a viagem e registrar a minha rua e o meu prédio, durante a noite. Tentei transmitir, pela imagem seguinte, um pouco do romantismo histórico da Travessa do Afonso, sem deixar de lado o Porto Velho, compondo a imagem de fundo. O silêncio, a brisa vinda da lagoa, a Lua cheia...tudo contribuiu para criar uma áurea de mistério naquele dia...



Imagem captada pelo sensor de radiação infravermelha. Não utilizei flash. Foto tirada às 12:40 da noite do dia 27 de Agosto.



Imagem apresentando o histórico edifício Orbiz, que chamo de Lar. Entre seus usuários estão "famílias" de universitários e marinheiros.

A semana rendeu bastante, no trabalho. Estabeleci novos horários, novas estratégias motivacionais e novos desafios físicos. O último, foi ir a pé para a FURG, todos os cinco dias da semana. Foram quase 60 km no total, mas valeu, e muito.~


Também recebemos a visita de outro "argentino", um velho amigo de infância de meu colega, o Chiqui. Um argentino eu até aguento, mas dois....acho que este foi, na verdade, o maior desafio da semana que passou...


Hermanos em clima de descontração, empolgados com a idéia de conhecer las chicas brasileiras.


Um comentário:

Anna Clara disse...

Hola.....pero dos argentinos en tu casa es cosa para todo loco sufrir del corazon.....dile a los dos que envio abrazos... mi querido hijo te cuento que estoy muy feliz por todo lo que te pasa y veo que aun eres romantico y soñador...que bien....las fotos de tu calle y tu casa estan perfectas y me hace tener invidia de todo, besos con cariño.